“ Não ir atrás dela é a coisa mais difícil que já tive que fazer.
Efêmera

eternue:

Eu escrevo para acalmar algo dentro de mim que sufoca, enrosca minhas artérias e esmaga meus órgãos. Se eu não te faço ser palavra, te mato dentro de mim e engasgo com a liberdade dos desassossegados subindo pela minha garganta.

Eu sou arte nas tuas mãos sujas e se você não me compor, só serei fora de ti.

(Source: flowerssinyourhair)

“ Talvez eu seja um pouco de tudo que já li. Um pouco de tudo que meu olhar já aprendeu do mundo. Um pouco das belas músicas. Um pouco daqueles que me são queridos. Um pouco de múltiplos sentimentos e algumas fraquezas. Talvez eu seja um pouco do que você deixou em mim, mas em essência, o muito da minha essência, é algo delicado e misterioso…
“ Não coloque tantas expectativas em tudo que faço, sou um mar de decepções.
“ Ela precisa de você. Então volte, perca a hora, entrelace os dedos e fique um pouco mais.
“ O pessimismo passou, mas o bom propósito não: farei o possível para não amar demais as pessoas, sobretudo, por causa das pessoas. Às vezes o amor que se dá pesa, quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe. Eu tenho essa tendência geral para exagerar, e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo. É uma forma de paz. Também é bom porque em geral se pode ajudar muito mais as pessoas quando não se está cega de amor.
“ Eu ficaria sim. Sem pensar duas vezes, sem tropeçar nas palavras, eu ficaria. Era só você me pedir e eu moraria em teu peito, mas você não pediu.
“ Eu tô cansado de mim mesmo, a verdade é essa.